RSS

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Antecipação.


Quando eu estava grávida, achava que aquilo era o máximo da maternidade: enjoar, ter azia todo dia, comer feito doida e depois botar tudo pra fora, inchaço, incômodo e, no final de tudo, chorar ao assistir uma US.

Eu não pensava muito no que viria depois. E ainda bem que ninguém me contou. Eu me preocupava com o enxoval, com o parto, com carrinho e outros detalhes. Sabia que acordaria de madrugada, mas não pensei em tentar identificar o tipo de choro, em massagens pra cólicas, em peito machucado, essas coisinhas que me aterrorizaram e hoje fazem parte do passado.

Será bom ou ruim ser assim? Eu acho melhor pensar em como agira naquela fase da vida da Ana Elisa quando ela chegar lá. Exemplo: desfralde. Como já tinha contado aqui, comecei a incentivá-la a usar o peniquinho. Mas tudo sem cobrança, sem forçar nada, só pra que ela se familiarize com o ato e tals. Agora, no desfrade pra valer eu só pensarei quando chegar a hora, e eu até já estabeleci uma época pra começar. Técnicas, pilhas de roupa pra lavar, premiação? Depois penso.

Ontem eu estava assistindo "A Liga", programa da Band que gosto muito. E o tema da semana era a terrível adolescência. Abordaram vários aspectos: baladas, pais acordados a madrugada inteira, sexualidade, bebidas, drogas, mentiras, etc.

Assiti àquilo meio que aterrorizada. Os jovens estão "saidinhos" demais pro meu gosto. Não sei lidar com nada daquilo e fiquei com dó de vários pais, pois são feitos de bobos na cara dura.

Já estava quase perdendo o sono quando parei e pensei: Ana Elisa fará 2 anos. Tenho uns 8 pra trabalhar a formação da minha filha. Depois, vejo como lidar com ela adolescente. Nada como um dia após o outro.

Ai ai, ser mãe é padecer no paraíso, inclusive por antecipação.

2 comentários:

Monica disse...

Aí Tati, nem me fale! É melhor mesmo viver um dia de cada vez! Rsss

Taty disse...

Tati, ontem vi este mesmo programa e fiquei aterrorizada pensando: MINHA FILHA SERÁ ADOLESCENTE, JESUS, ME AJUDA A EDUCAR E CRIAR ESSA MENINA. Pasmem ouvir uma mãe dizer: eu mando minha filha trazer o cara e transar aqui dentro de casa mesmo senão vai fazer na hora errada, no lugar errado e vai dar errado... afe!
Pela hora da morte!
Mas vamos pensar nisso mais pra frente né? Agora é melhor nos ocuparmos com a festinha de dois anos...rs.. .e pedir a Deus discernimento e sabedoria.
Bjo

Postar um comentário