RSS

quarta-feira, 16 de março de 2011

Como vim parar aqui?

Minha cunhada teve bebê. Parto natural, nada de sofrer durante 48 horas, meninão grande e saudável.

Ajudo no que posso. E não posso negar que aaaaaaaaaaaamo muito tudo isso. Já troquei, dei banho, dei mamadeira, levei ao pediatra, uma gostosura.

E, vendo ele tranquilinho assim, me pego horrorizada. Outro dia era eu quem acordava de madrugada pra amamentar, era eu que tinha que levar a casa a tiracolo a cada passeio, era que me preocupava com a cor e consistência do cocô. Enfim, era eu que era mãe de uma recém-nascida.

Só que agora ela já tem dois anos e meio. Pra quem lê assim, normal. Mas na minha mente tudo ganha proporções gigantescas: DOISANOSEMEIO!

E manda pérolas como: Mamãe, quelo duimi no meu beicinho. Mamãe, num biga cumigo. Mamãe, quelo papá só arroiz, cenola não.

Como assim, desde quando ela fala tudo isso, desde quando ela escolhe o que quer, desde quando ela não quer mais dormir na minha cama?

Ela está crescendo assustadoramente rápido. Nada de mamadeira, nada de chupeta, nada de fraldas (só a noite, ufa...rs).

Parece que eu não vi o tempo passar. Não me dei conta de que o bebê já era. Não curti aquela fase tão gostosa. Mas não me culpo, porque trabalhar fora e dentro de casa e ainda cuidar de um bebê não é mole. Fiz o meu melhor, e sou feliz assim.

Mas que o tempo está passando muito rápido, ah está...

2 comentários:

Monica disse...

Passou rápido mesmo Tati!! Parece que foiontem que contávamos os dias para a chegada das nossas babies. Agora estou contando os dias para a chegada da Maria Eduarda. rsss.
bjk

Ana disse...

Nem fala.. o meu amanhã faz 5! Tem noção?
Eu até agora não! Rs
Bjs!

Postar um comentário