RSS

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Segundo capítulo.


2- Indecisão.

Sou mega-ultra-hiper-power indecisa. Ou não. Bem, deixa pensar um pouco.

Eu sempre adorei ir comprar sapatos com meu pai, porque ele perdia a paciência com minha indecisão e me mandava levar os 2 logo... hahaha!

Mas isso é muito sério, e chato. Não sei comprar quase nada sozinha. Sei o que quero, pra que preciso, mas se me apresentarem 2 versões... ai ai ai... lasquei-me!

Exemplos? Ah, um zilhão me veem a mente, mas cito uns bem sem noção.

- Fui encomendar meu vestido de noiva. O modelo eu já tinha em mente, as mangas, o bordado, a pedraria. Beleza, tava indo tudo bem. Aí a costureira me pergunta se quero tecido ípsilon ou dáblio (não lembro, sorry...rs). Putz, como decidir? Pensei mil vezes, comparei, fui até a porta de uma igreja ver os vestidos das noivas pra decidir que queria o ípsilon.

- Fui comprar o kit de berço da Ana Elisa. Sabia que queria 100% algodão, porque eu sou alérgica a quase tudo nessa vida e não queria arriscar o narizinho da princesa. Entrei em 836 lojas atrás do tal kit, mas quando achava era o olho da cara. Até que encontrei um do jeito que queria e num preço nada abusivo. Aí a vendedora me mostrou com bordado em lilás e em rosa. Eu já tinha em mente que queria em lilás, mas o rosa também estava piscando pra mim. Lilás. Rosa. Lilás. Rosa. Ai! Até que ela me falou que o lilás vinha com almofada de amamentação. Ponto pra ele.

- Ia ao cinema com minha amiga, Fabiana. Acho que estávamos na 6a série. Fiquei horas pensando em qual roupa vestir (coisa normal, claro). Fiquei entre a camiseta cinza e a branca. Cinza. Branca. Cinza. Branca. Minha mãe falou: "Vai com a cinza, é mais bonita." Fui. Quando minha amiga chegou, quase caí de costas. Ela estava IGUALZINHA a mim! Sabem como é, a gente sempre tinha o mesmo tênis, porque era moda, a mesma calça, porque era moda. E, infelizmente, a mesma camiseta cinza...rs.

Ah, e é claro que minha indecisão abrange Ana Elisa. Preciso começar a pensar com antecedência com qual roupa vou vestí-la, porque se deixar pra decidir na hora de sair, vamos nos atrasar.

Só que, quando tenho uma ideia fixa na cabeça e me acho certa, nem o Papa me faz mudar! Como diria um amigo meu, sou "Italiana maledeta" as vezes...rs.

Pois é, ser libriano é lindo. Mas tem seus perrengues. Ou não...rs.

5 comentários:

Ana disse...

Hahaahaha!
Não posso sair com você então.
Já falava na lata: "Leva o lilás!"
Não gosto de rosa.Rs
Já era meio assim, hoje então não tenho paciência para escolher nada. Bato o olho, gosto levo, não gosto de nada vou embora.
Se alguém que tá comigo demora muito para escolher já fico numa agonia danada e vou "empurrando" para decisão.
Acho que tô ficando velha...rs

Fernanda, disse...

Olá Tati, como vai?
Já tive alguns probleminhas assim como o seu... eu sempre gostava de uma calça jeans e fica indecisa.. até que levava sacolas para casa e experimentava para o maridão ver tbm e decidir comigo. rs

Beijos,

Taty disse...

Afe, nós duas juntas pra decidir algo demoraria horrores...rsrs! Acho que não é só coisa de italiana ou libriana, mas também de Tatyi´s..rs!

Fabiana Arrepia disse...

KKKKK.....CAMISETA IGUAL, NOSSA NO TÚNEL DO TEMPO...KKKKK QUE SITUAÇÃO. ADOREI LEMBRAR DISSO.

Anônimo disse...

Pensei muito se ia ou não postar esse comentário. Vou...não vou...fui!!! E olha que não sou libriano...nem italiano. Mas sou meio maledeto tb!!! E viva os indecisos de atitude, mas precisos de raciocínio!!!rsrsrs.

Postar um comentário