RSS

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Filhos, filhos...



Pra que comprar um gatinho se tenho uma gatinha ronronando e passando pelas minhas pernas? -rs-


Brincadeiras a parte, é engraçado como os bebês reagem a algumas coisas.


Por exemplo. Minha guria tem um quarto só dela, todo forrado de EVA, toca de bolinhas, mil brinquedos, rádio, etc e tal.


Mas vocês acham que ela fica lá? Of course not...rs.


Quer dizer. Se eu sentar lá e ficar mostrando quão interessante é tudo aquilo, até fica. Mas caso contrário, nemapaujuvenal!


Acho que chegará uma idade em que o quarto será seu reino, onde gente estranha não entra. Mas por enquanto, prefere ficar no chão frio da sala do que lá.


E quando venho pro computador? Ah, não dá outra. Lá vai ela pra debaixo da mesa, ficar apoiada nas minhas pernas. Só que ela "ainda" cabe embaixo da mesa, logo logo já era!


Ah, e vocês lembram que falei que ela dorme bem na maioria das noites e que sexta foi o máximo? Pois é, ela quis me contrariar...rs. As últimas 2 noites foram terríveis, acordando milhões de vezes, ela nos chutando na cama (pois é, pra ter pelo menos bons cochilos só levando-a pra cama conosco), querendo farra.


Bom, mas nada é perfeito o tempo todo. E se fosse, seria chato demais!


Mas, criar essa "gatinha" está sendo uma aventura e tanto. E com prós e contras, amomuitotudoisso!!!


Lembrei de um poema de "Vinícius de Moraes" que traduz isso:


Poema Enjoadinho - Vinícius de MoraesFilhos... Filhos?


Melhor não tê-los!


Mas se não os temos


Como sabê-lo?


Se não os temos


Que de consulta


Quanto silêncio


Como os queremos!


Banho de mar


Diz que é um porrete...


Cônjuge voa


Transpõe o espaço


Engole água


Fica salgada


Se iodifica


Depois, que boa


Que morenaço


Que a esposa fica!


Resultado: filho.


E então começa


A aporrinhação:


Cocô está branco


Cocô está preto


Bebe amoníaco


Comeu botão.


Filhos? Filhos


Melhor não tê-los


Noites de insônia


Cãs prematuras


Prantos convulsos


Meu Deus, salvai-o!


Filhos são o demo


Melhor não tê-los...


Mas se não os temos


Como sabê-los?


Como saber


Que macieza


Nos seus cabelos


Que cheiro morno


Na sua carne


Que gosto doce


Na sua boca!


Chupam gilete


Bebem shampoo


Ateiam fogo


No quarteirão


Porém, que coisa


Que coisa louca


Que coisa linda


Que os filhos são!

2 comentários:

Dri Viaro disse...

Bom dia e boa semana!!
beijos

Tatyana disse...

Maternidade, filhos: dádiva de Deus!

Postar um comentário