RSS

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Vamos marcar...


Era um domingo de Sol. Estávamos na pista de automodelismo, acompanhando um campeonato nacional.



Eu detestava aquilo, pois muitas vezes sentia-me trocada por aquele monte de carrinhos. Mas naquele dia estava de bom humor e curtia o programa.



César e eu não discutimos uma só vez (que os anjos digam amém) e ficamos juntos o dia todo. Estava sendo muito bom. Começamos uma conversa decisiva, iniciada por mim:



“Amor, o apartamento foi entregue em setembro passado. Já estamos em março. O povo fica perguntando quando vamos casar e eu sempre digo quando der. Isso é chato pra burro.”



“Mas a gente nem terminou a reforma ainda. Acabamos de colocar o gesso e o piso. Ainda falta pintar, mobiliar, e tudo isso custa caro e leva tempo.”



“Tá, concordo. Mas temos que colocar uma data, nem que seja só pra gente, senão ficaremos numa obra eterna “ (tínhamos um caso conhecido assim e eu gelava só de pensar em passar por aquilo)



“ Tudo bem. A gente põe uma data e o que acontece quando essa data chegar?”



“Ué, a gente casa.”



“E se não tivermos todos os móveis?”



“ A gente casa mesmo assim. Já namoramos há 7 anos, não acha que ta na hora da gente casar?”



“Claro que acho, aliás, quero muito isso. Só que você gosta das coisas do seu jeito, vai querer mobiliar tudo a seu gosto, e eu to lascado pra pagar tudo!”



“Amor, ouve só. Eu estou aceitando as coisas como forem. Se der pra mobiliar a meu gosto, tudo bem. Se não, a gente casa com um colchão no chão e pronto!”



“Falando sério?”



“Claro!”



“Então ta bom! E quando vamos casar?”



“Hum, não sei. Dezembro, que tal?”



“ Acho legal, gosto de dezembro. Que dia?”



“ Pega o calendário.”



“Tá aqui. Não pode ser muito perto do Natal, hein.”



“ Que tal dia 8? Dia da Imaculada Conceição, dia da Família!”



“ Gostei. 8 de dezembro de 2001. Bela data”



E assim foi. Nesse dia, no campeonato de automodelismo, marcamos nosso casamento! Se conseguimos fazer tudo? Bom, isso é uma outra história...


3 comentários:

Monica disse...

Muito legal Tati! É assim mesmo com a maioria dos casais. Eu e o Silvio temos três anos de casados e até agora não "conseguimos fazer tudo" rsss. E com a chegada da Sophia nossa casa que parecia imensa ficou pequena. rsss.

Taty disse...

Tá vendo, Tati... o destino tinha reservado esse local pra que vcs "deslanchassem"...rsrsrs! Legal a história!

Anônimo disse...

q legal a história de vcs!!
bjsssssss
Paula Scavone

Postar um comentário