RSS

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Mãe again.


"Filhos, vocês terão sempre me dado muito mais do que esperei ou mereci ou imaginei ter" (Lya Luft)

Tem frase mais fofa e verdadeira que essa?

Mesmo com noites não tão bem dormidas nesses últimos dias, mesmo com suas crises de "me deixa fazer o que eu quero senão bato o pé e faço bico", mesmo chorando pra trocar a fralda, mesmo com o que quer que seja... nunca me senti tão feliz na vida quanto de 2 anos e 4 meses pra cá, desde o dia em que me descobri grávida.

E, como dizia o comercial, quando nasce um bebê, nasce uma mãe. E a gente aprende a ser mãe, e vê que tudo aquilo que a nossa mãe dizia estava certo, e nos vemos fazendo tudo parecido (pra não dizer igual) e tentando proteger nossa cria.

E depois de um dia de comemorações, de mãos e roupa riscadas por canetinha, de beijinhos e carinhos, fiquei olhando minha pequena dormir e agradeci a Deus por esse milagre em minha vida (sempre que fico fitando Ana Elisa dormir me dá vontade de chorar de alegria, ô coisa linda!).

Espero que o Dia das Mães de vocês tenha sido muito bom!

Ana Elisa, meu docinho, obrigada por me tornar mãe, por completar minha vida e me trazer tanta alegria!

P.S.: fotos em breve, quando a preguicite passar...rs.

1 comentários:

Monica disse...

Tati, minha linda! Que susto! pelo título do seu post, achei q vc. estava grávida de novo. rsss
Quanto ao seu post, falou e disse, amiga. É isso mesmo! Também me sinto como vc.

Postar um comentário